Skip to content

Não seja um brasileiro “slogan”

Não seja um brasileiro “slogan”
Olá, caros amigos brasileiros, redijo este texto analisando os fatos atuais ocorridos. Venho através do mesmo, expressar o meu inconformismo como brasileiro, com o conformismo do “brasileiro que nunca desiste”, ou seja, “o brasileiro slogan”.
Observando um trabalhador braçal, pagando sua conta na casa lotérica, com a expressão de “cansado da vida”, fiquei a pensar, se ele está cansado por que não faz nada pra modificar sua situação? Por que não age? Qual a motivação q falta para esse brasileiro dar uma guinada em sua vida? Essas são perguntas que ficam no ar, e que talvez não necessitem de respostas, mas sim na mudança da atitude dos indivíduos.
Quero expor a vocês, o aumento abusivo que vem ocorrendo em certos impostos q pagamos. Apresento a vcs uma tabela com os valores do imposto “Seguro obrigatório DPVAT” para veículos da categoria 9 (09- Ciclomotor motoneta e motocicleta triciclo) cobrados nos anos de 2008 a 2004.
 

 

 

Valor          Aumento / ano seguinte

R$ 93      +- 4%

R$ 96      +- 43%

R$ 137      +- 35%

R$ 184      +- 40%

R$ 255     –

    Ano
    2004
    2005
    2006
    2007
    2008
Para quem quiser conferir os valores podem encontrar no site :
Percebam que de 2005 pra frente o aumento sobre o imposto foi de uma média de 40% sobre o valor do ano anterior. Isso é um roubo a todos nós brasileiros, e nós não só assistimos a isso sentados, como pagamos o imposto ao governo. Não me lembro agora do fato, mas se não me engano foi na França, teve um ocorrido, não faz muitos anos em q o governo francês mudou algo na legislação , e os franceses por sua vez não concordaram com a decisão e fizeram greve geral, o que resultou em o governo francês voltar na sua decisão que até então havia descontentado o povo.
Diz o ditado popular que os motoqueiros são unidos… se são, então pq não fazem uma greve geral, ao invés de se matar de trabalhar, pra conseguir dinheiro pra pagar o imposto e seu inescrupuloso aumento?
Eu não sou motoqueiro , mas assim como todos q possuem veículos automotores , tb pago esses impostos. Observe, sempre q há um acidente de moto , os outros motoqueiros próximos se mobilizam, um exemplo é a união dos motoboys da cidade de São Paulo. Agora explique, os mesmos ficam revoltados com a nova lei de transito, q obriga o uso de capacetes com selo do imetro e faixas reflexivas, todavia , apenas vão as lojas comprar os capacetes e ficam reclamando. Pq não se mobilizam e fazem algo? Não seria um tanto quanto efetivo?
Não seria mais fácil? e uma forma de protesto se todos não pagassem o seguro “obrigatório”? (inclusive os que possuem carros) , pois o valor deste não é tão alto, mas o imposto é o mesmo!
Por que não podemos agir como exemplo dos franceses, ou de alguma outra forma eficiente?
Quanto subira em 2009? +40% ? Pagaremos, quietos, R$ 350,00 por um seguro que sequer tem muita eficiência para nós? Quanto mais teremos que ser roubados para agir?
Até quando aceitaremos isso?
E como assim “seguro obrigatório”? Eu como brasileiro, não participei de nenhum plebiscito, ou votação , ou sequer assinei algo concordando em pagar um imposto, quanto mais obrigatório. Mas como no Brasil pagamos muitos impostos e ninguém se queixa, eles injetam mais um “obrigatório” nos apertados orçamentos familiares de cada pai de família, por que pensam e sabem que o brasileiro é alienado e ira pagar mesmo. Os ricos não se incomodam, porque lhes sobra dinheiro pra pagar, aliás, diga-se de passagem, dinheiro q nós estamos pagando pra eles através de todos esses impostos. Não é de hoje que não concordo com a cobrança de certos impostos, e também a forma e valores q são cobrados. Esses dos veículos automotores, me faz descontente desde que possuo habilitação, só que ate então , nunca havia dito nada.
Ressalto mais uma vez, não quero por em questão o pagamento destes impostos , apesar de já estar pondo, além do que, nós pagamos muitos outros. Todavia, é inevitável tocar em tal assunto e não por em questão muitos outros correlacionados. A questão em si que desejo enfatizar, é o comportamento do brasileiro mediante a tudo isso.
Deveríamos cobrar por votações em certas coisas e não simplesmente deixar os políticos criarem leis absurdas e abusivas de nosso povo. Não tenho muito conhecimento pra falar sobre a origem das coisas. Mas com o fim do cpmf (imposto bancário sobre valores circulados em suas contas), quem garante que eles não precisam arrecadar fundos de outros lugares? (“para fóruns”, a questão em si não é discutir o “CPMF” ou coisa e tal, mas sim a atitude do brasileiro mediante a tudo isso)
É incrível ver a capacidade, que o povo brasileiro tem de se tornar uma nação e se unir em época de copa do mundo (Prof Nailor que o diga). Porque tb não nos unimos em casos assim e em muitos outros que há por aí? Se nosso povo tem capacidade de se tornar uma nação unida e guerreira, por que não o fazemos? Não vamos deixar q seja apenas em nosso hino nacional, por que de povo heróico, no momento, há somente no hino mesmo. Não seja como aquele brasileiro burro, q não desiste nunca, todavia ao mesmo tempo não “larga a banana” , não tenta mudar de vida , assim como o trabalhador “braçal”  cansado da vida.
Não só isso , mas também, alem desse imposto, outros q estão relacionados a veículos q pagamos anualmente são: IPVA, Seguro OBRIGATORIO DPVAT, e Licenciamento.
Analisem!
IPVA= imposto de veiculo automotor. Sua efetividade? Duvidosa.
Seguro OBRIGATORIO DPVAT,danos pessoais veículos automotores. Sua efetividade? Ínfima.
Pense, se realmente a pessoa quer um seguro contra danos pessoais, fica mais barato e bem melhor procurar um plano de saúde e uma seguradora, com esse valor de R$ 255 , da pra pagar um plano de saúde e um bom seguro contra danos pessoais. Alguns alegarão , mas caso o indivíduo morra em acidente o governo tem q dar assistência a família. Sim, mas tanto o valor e os benéficos do seguro não estão adequados. Não deveria ser obrigatório, e sim optativo ou pelo menos um valor ínfimo e não esse abuso. Todavia, no caso do Brasil, se for optativo , poucos brasileiros pagarão, daí então o governo conclui “deve ser obrigatório” para a massa toda pagar.
Licenciamento. Sua efetividade? Na maior parte tirar dinheiro do povo.
Vejam! Quando se possui um carro esse ainda passa pela “vistoria” , mas e a moto? A moto nem vistoria tem, apenas pagamos por mais uma taxa sem sequer ter beneficio de nada. Daí uns dizem , mas é pra controlar as placas e veículos roubados etc e tal, tudo bem . Mas o valor não esta um pouco alto? Cada vez sobe mais (isso é inevitável , mas está demais)…
Então vc, meu caro amigo, colega brasileiro, se vc é um desses brasileiros que tb não concorda com o conformismo do “brasileiro que nunca desiste”, passe esse texto adiante, quem sabe mais pessoas passem a pensar como nós, e como muitas outras que há por aí, nesse imenso e rico país que é o nosso Brasil.
Quem sabe assim, “hoje” consigamos formar uma nação para tudo, e não só para copa do mundo. Quem sabe assim, o Brasil deixará de ser um sonho e será realidade. Deixará de ser “o país do futuro” e será “o país do presente”. Por que, caso contrário meu amigo, o Brasil deixará de ser “o país do futuro” e passará a ser “o país do só furo”.
Conto com vc, juntos mudaremos a cara desse país e faremos jus ao nosso hino  de pátria amada, idolatrada e povo heróico. Daí então, há de ser ouvir o brado retumbante de um povo heróico e unido!
Autor: Jeferson Fujisawa
.